Raquel Bazetto Consultoria de Imagem e Estilo
Grupo de Mulheres. Diversidade. Street Style. Não existe regras para se vestir.

Raquel Bazetto

Estamos em 2020 e você ainda segue as mesmas regras para se vestir?

O ano era 1997, eu tinha 16 anos e já era apaixonada por moda. Adorava revistas, e a Capricho era a minha preferida!

Vivíamos um período difícil, meus pais trabalhavam muito para dar conta de todas as despesas da casa e da educação dos dois filhos. Eu tenho um irmão mais novo, Daniel, então com 10 anos. O Dani é um cara sensacional mas, só para me provocar, faz escolhas duvidosas para se vestir até hoje. Então, já dá pra imaginar que a assinatura de uma revista adolescente não era prioridade para eles.

Foi então que nossa vizinha, uma professora aposentada adorável e que carinhosamente tratávamos como vó, me deu a assinatura da Capricho de presente. Eu aguardava ansiosa pela entrega do carteiro todo mês! E claro que eu não via nada de errado no editorial certo e errado, que dizia que garotas de coxas grossas não poderiam usar shorts curtos, enquanto que para as altas e magras podia tudo!

O tempo passou e a Capricho e tantas outras revistas deixaram de existir. Surgiram os blogs, o Instagram e um novo jeito de comunicar e consumir moda. O que não mudou (pelo menos como eu gostaria) foram as regras excludentes e limitantes. Dando uma passada rápida pelo stories é fácil ver pessoas especializadas ou não ditando regra, afirmando que a roupa X não fica bem no corpo Y. Sinceramente, como Consultora de Imagem e Estilo, e principalmente como mulher, eu acho isso tudo muito triste.

A moda tem um papel importantíssimo na nossa sociedade, e, a menos que você viva nu, roupa importa sim! Mas para mim, ela precisa ser mais libertadora. Mais importante DO QUE vestir, é COMO se vestir. Essa sistematização, que reforça o tempo todo o que pode para um e não pode para outro, está fazendo as pessoas perderem sua identidade e, pior, não se sentindo adequadas em sua própria pele.

Grupo de Senhoras. Diversidade. Street Style. Não existe regras para se vestir.

Outro dia eu fiz uma pergunta no Instagram: ”Pra você, o que significa estilo?” – e essas foram algumas das respostas:

“É uma forma de mostrar um pouco de nós e da nossa personalidade através da forma como nos vestimos.”

“Sempre achei que estilo é mostrar um pouco de você na sua roupa.”

“Expressar quem você é.”

“Pra mim estilo é quando você coloca sua personalidade no que está vestindo.”

“A forma de me expressar! Como eu quero me comunicar naquela dia.”

“Característica de personalidade.”

“Como você gosta de se vestir.”

Percebem como é profundo!?
Quando levamos em conta somente as regras, limitamos a formação do nosso estilo pessoal.

Quantas vezes você ouviu que a saia para o trabalho só se for na altura do joelho, nunca acima dele. Mas eu pergunto: qual trabalho? Ou então que mulher deve marcar a cintura porque isso é um artificio muito feminino e valoriza qualquer tipo de corpo! Oras, você pode estar com roupas amplas e desestruturadas e ainda assim estar muito feminina, ou mesmo não sentir necessidade nenhuma em ser!

O terninho azul marinho pode ser um item indispensável no armário de uma advogada, mas talvez não seja no armário de uma publicitária. O verde pode estar na sua cartela e te favorecer muito, mas você pode não gostar da cor. Será que você deve usar assim mesmo, só porque alguém falou que isso é “ideal”? Não estou falando aqui do Dresscode. Os códigos de vestimenta existem, são importantes e tem muito valor. Estou propondo uma reflexão para que o ato de se vestir tenha significado, para que você seja parte da história que a roupa está contando.

As regras só fazem sentindo se for um desejo seu, não meu, nem da sua blogueira preferida ou da consultora que você contratou! Nenhuma roupa cairá bem se você não se vestir de você, com consciência de que aquilo que te cobre te representa e comunica.

Gostou? Compartilhe agora:

Imagem de Serviço Consultoria de Imagem e Estilo. Raquel Bazetto Consultoria de Imagem e Estilo.

Raquel Bazetto

é Consultora de Imagem e Estilo formada pela Dresscode® com Silvana Bianchini, pioneira na consultoria de imagem no Brasil. É especialista em Estilo Pessoal e uso de acessórios.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Vou Falar Com a Raquel

Ao clicar em INICIAR CONVERSA, você será levada para o aplicativo WhatsApp. Caso não tenha este app instalado, retorne e faça o contato pelo formulário que existe no site.

Este site utiliza cookies que possibilitam a identificação de usuários. Ao continuar navegando, você declara estar ciente dessas condições.