Raquel Bazetto Consultoria de Imagem e Estilo
Post Ombreiras Foto de Capa Getty Images

Raquel Bazetto

Ombros fortes: as ombreiras e o empoderamento feminino

Popular nos anos de 1980, as ombreiras foram precursoras de mudança no guarda roupa feminino. Sua forma altiva ressignificou o valor simbólico do corpo da mulher.

Essa pequena almofada colocada no interior de blazers, jaquetas, camisas, e que realça os ombros, usadas originalmente em uniformes militares masculinos, fez história e volta mais forte do que nunca.

Como eu contei aqui, as roupas comunicam. As ombreiras dão estrutura às peças e trazem peso visual ao look. Desta forma, comunicam autoridade e responsabilidade. As roupas com ombreiras são associadas com a sensação de segurança e poder.

Lembro que minha mãe usava com frequência um blazer de suede marrom com ombreiras proeminentes, quando eu era criança. Para mim, ninguém era tão forte quanto a minha mãe vestindo aquela roupa.

Não sei exatamente quando e por quem foi criada; o fato é de que nos anos 30, Nancy Cunard, escritora e ativista dos direitos civis, se destacou em meio aos colegas usando seu blazer estruturado com ombreiras.

Nancy Cunard

Elsa Schiaparelli, a jovem estilista surrealista, amiga de Salvador Dalí, costumava usar ombreiras em suas jaquetas e talvez tenha sido a pioneira em construir ombros fortes na moda.

No cinema, foi Joan Crawford que estendeu o alcance dos ombros. A sua personagem em Alma em Suplício, de 1945, era mulher forte e determinada, caracterizada pelo figurino que sugeriu a nova postura empoderada das mulheres hollywoodianas.

Outra figura feminina importante que fez das ombreiras sua assinatura foi Margaret Thatcher. Nos anos 80, ela assumiu um cargo tradicionalmente masculino e passou a ser uma das únicas estadistas mulher. Thatcher abusou dos tailleurs estruturados; Sua roupa era uma forma de adaptar-se a valores aceitos e distanciar a feminilidade do cargo.

O  ápice, a pausa e o retorno

Do terninho Giorgio Armani e o exagerado Thierry Mugler; vestindo Lady Di e outras mulheres na política, na arte, nas empresas e nas ruas, as ombreiras tiveram seu ápice entre os anos de 1980 e 1989.

Em seguida, deu uma pausa, foi considerada brega e voltou vanguardista nas passarelas de Cèline, Yves Saint Laurent e Balmain, esta última transformando a jaqueta jeans com ombros pontiagudos e muitos detalhes em item desejo, e logo copiada por dezenas de marcas mais acessíveis.

As ombreiras podem até ter virado tendência novamente, mas não deixou de transmitir poder, como provou Lady Gaga com seu terno oversized Marc Jacobs, no evento da revista “Elle” americana, em 2018. A escolha foi uma crítica aos figurinos pensados para mulheres em eventos de gala.

Eu sei que muita gente sente calafrios só de pensar nas ombreiras, mas verdade seja dita, usada da maneira correta a desproporção intencional é bem vinda. O look impecável de Alexander McQueen, para o prefall 2020, não me deixa mentir.

As ombreiras podem ser excelente opção para pessoas que possuem ombros estreitos e quadril largo, pois cria uma harmonia visual. Agora, se você tem ombros mais largos que o quadril e não quer evidenciar isso, talvez seja melhor evitar.

A minha intenção quando eu escolho usar peças que contenham ombreiras é a de não equilibrar, a minha prioridade é chamar atenção para esta parte do corpo, portanto, quanto mais melhor. A minha escolha é consciente, é isso que eu quero comunicar!

Jaqueta de couro com ombreiras

Essa jaqueta de couro com ombros estruturados é uma das minhas pecas preferida.

Sem exagero

Se me permite usar a enquete do Instagram como dado empírico, a maioria das pessoas aceitam as ombreiras, mas sem exagero, obviamente!

E para estas pessoas trago boas notícias: a modelagem atual não é hiperbólica. Algumas tem a função apenas de alinhar os ombros e já vem na própria estrutura da roupa com muita discrição.

Evite também os detalhes extras como aplicações e bordados nos ombros, porque isso vai trazer ainda mais foco para a região. Para quem quer experimentar sem correr o risco de acabar com um casaco parado no armário, o sutiã pode ser a opção. E por fim, pense no tipo da ombreira: as arredondadas trazem um pouco de leveza e as pontiagudas mais drama.

Sutia com ombreiras

Sutiã com ombreiras é uma sugestão barata para quem quer experimentar

Como usar

Monte o look partindo da peça com as ombreiras, pense nas suas intenções, quais as mensagens que você quer passar e então pense nas proporções.

Se for para o dress code de trabalho formal, a alfaiataria fica ainda melhor com ombreiras na medida.

 Para um look informal ou completamente despojado: jaquetas e camisetas, jeans, bermuda ou comprimentos minis.

Se a ocasião é festiva dá para ousar mais: brilho, bordados e pedrarias, ombreiras em vestidos e peças importantes.

E então, preparada para construir ombros fortes?

Um beijo e até a próxima.

Gostou? Compartilhe agora:

Imagem de Serviço Consultoria de Imagem e Estilo. Raquel Bazetto Consultoria de Imagem e Estilo.

Raquel Bazetto

é Consultora de Imagem e Estilo formada pela Dresscode® com Silvana Bianchini, pioneira na consultoria de imagem no Brasil. É especialista em Estilo Pessoal e uso de acessórios.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Vou Falar Com a Raquel

Ao clicar em INICIAR CONVERSA, você será levada para o aplicativo WhatsApp. Caso não tenha este app instalado, retorne e faça o contato pelo formulário que existe no site.

Este site utiliza cookies que possibilitam a identificação de usuários. Ao continuar navegando, você declara estar ciente dessas condições.