Raquel Bazetto Consultoria de Imagem e Estilo
Acessórios - Chanel Coco Crush

Raquel Bazetto

Acessórios: um guia completo – Parte 4 Pulseiras e Anéis

Quem aí tem pelo menos uma pulseira e um anel em um dos dedos? Eu diria que essa dupla é como o nosso arroz com feijão, difícil encontrar quem não goste! Agora, por ficarem tão próximos, muita gente ainda fica confusa na hora de combiná-los.

Por isso, é com muito entusiasmo e pretensão que eu digo: depois desse post, tudo vai ficar mais fácil para você que adora braços e dedos cheios. E também para você que não arrisca mais de dois deles ao mesmo tempo.

Delicadíssimos

Um jeito de deixar aquela pulseira super delicada que te acompanha todos os dias mais interessante é misturando com outras que sejam igualmente finas no mesmo pulso. Fica zero exagerado, pode confiar!

A pulseira com berloques é outra alternativa contida, já que você pode montar com quantos quiser, de preferência usada com relógio, para aumentar a área de interesse, digamos assim. Nos dois casos, os relógios menores são mais indicados para esses tipos de pulseiras. 

Do repertório do acessório-discreto, os anéis finos e delicados são perfeitos para criar um visual elegante. Para quem acha que dois anéis são mais que suficientes, eu sugiro aqueles com pedrinhas coloridas que são puro romantismo, ou os geométricos para as mais descoladas.

Os anéis finos não chamam muito atenção, desse modo é possível misturar vários sem pesar.  Uma outra sugestão é escolher um modelo e repetí-lo em pelo menos 3 dedos da mesma mão. E ainda tem os anéis de falange, que dão um toque moderno. Ah, eles são ótimos para quem tem os dedos compridos.

Dedos em destaque  

Talvez você já tenha ouvido que os maxi anéis ficam melhores nos dedos indicadores e médios. Até faz sentido se considerarmos que eles são os dedos mais grossos e longos, mas nada te impede de usar um anel de destaque no dedinho. Principalmente se ele será o único na sua mão. Eu acho muito charmoso. 

Stackable rings é um termo estrangeirizado para definir a ideia de empilhar anéis. Mas apesar do nome pomposo, funciona muito bem. É só escolher anéis com alguma mensagem em comum, e pronto.

Como todas as outras peças statement que já falei ao longo dessa série, os maxi anéis tem função de destaque. Novamente, não há nada de errado em misturar mais de um, masnoentantotodavia, é mais difícil criar harmonia assim. E, como a intenção aqui é facilitar a sua vida, eu sugiro que você comece escolhendo um protagonista e outros anéis coadjuvantes em ordem decrescente.

Pulseirismo 

Três, quatro, cinco, seis, quanto mais melhor, este é o objetivo do pulseirismo. Mas, como tudo na vida, é melhor ter equilíbrio. Antes de sair colocando todas as suas pulseiras de uma vez, note se elas possuem similaridades, como a cor, a forma, a textura, o material.

Para formar um mix, as pulseiras podem ter tamanhos variados mas tente manter a proximidade de escalas. Por exemplo: pulseiras pequenas com pulseiras médias, pulseiras médias com pulseiras grandes, pulseiras grandes com pulseiras super grandes. Misturar pulseirinhas com pulseironas não vai deixar um visual harmônico. 

Bracelete

É comum associarmos braceletes a peças grandes, mas existem de todos os tamanhos. Eu considero o bracelete um curinga dentro do universo dos acessórios. Ele pode ser usado em diversas ocasiões, de dia, de noite, sozinho ou acompanhado. É só ter atenção com os detalhes e escolher o material apropriado para cada situação.

Se você deseja chamar atenção para o meio da silhueta, prefira os braceletes largos e coloridos e use-os um pouquinho acima do pulso, sabe? Por outro lado, quem deseja disfarçar o quadril é melhor evitar os braceletes volumosos. 

Para combinar com um look de trabalho mais formal, escolha os de tamanhos pequenos ou médios, com cores neutras e sem brilho. Já com roupas mais básicas, um super bracelete é muito bem vindo! Braceletes duplos ficam LINDOS com looks monocromáticos. 

Exagerada, eu?

Se você chegou até aqui é porque, assim como eu, adora braços e dedos cheios de emoção. Então, dediquei esse espaço às peças incomuns, extravagantes, dramáticas, piscianas, esse último é brincaderinha, gente! 🙂

Já ouviu falar em pulseira de mão? Pois bem, esse acessório que parece não fazer muito sentido, é tãoooooo lindo.

Outro acessório polêmico (que eu não sei qual o nome oficial) é uma espécie de pulseira com anel. Uma peça que não me parece muito confortável, mas que tem muita atitude.

Para fechar, uma seleção de anéis nada óbvios para você se inspirar, desejar, questionar, enfim, por aqui o sentimento é livre!

Gostou? Me conta aqui nos comentários se você é mais fã de pulseiras ou de anéis, ou dos dois.

Um beijo e até a próxima.


Demais posts dessa série:

Gostou? Compartilhe agora:

Imagem de Serviço Consultoria de Imagem e Estilo. Raquel Bazetto Consultoria de Imagem e Estilo.

Raquel Bazetto

é Consultora de Imagem e Estilo formada pela Dresscode® com Silvana Bianchini, pioneira na consultoria de imagem no Brasil. É especialista em Estilo Pessoal e uso de acessórios.

0 resposta

  1. Puxa, que maravilhosas dicas você nos entrega!! Com elas, Temos a real percepção se estamos adequadas ou não. A diversidade de modelos, materiais, proporções nos permite ousar, lançar mão do que até então julgávamos impróprio, perceber a dimensão de até onde poderemos ir. 👏👏👏

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Vou Falar Com a Raquel

Ao clicar em INICIAR CONVERSA, você será levada para o aplicativo WhatsApp. Caso não tenha este app instalado, retorne e faça o contato pelo formulário que existe no site.

Este site utiliza cookies que possibilitam a identificação de usuários. Ao continuar navegando, você declara estar ciente dessas condições.